ÁREA DO ASSOCIADO

Pátria amada Brasil!

pedro
Por: Pedro Honorato Pinheiro, ginecologista-obsteta
O Brasil não está tão triste pelo que está acontecendo agora. O triste é ver que depois de 517 anos ainda não se percebeu que a data mais importante de todas não é comemorada. E por que?

Ainda não se entendeu que a não reverência ao “nascimento” é sinal de que ainda não somos cidadãos desta nação. É um estado de abandono da cidadania. É mais ou menos a situação do cara que depois de se aproveitar da parceira no relacionamento, ela grávida (usada como um objeto para a satisfação dos seus desejos egoísticos) é abandonada.

Assim tem sido com o nosso país. Ainda não amamos este país como deveríamos. Sem amor não há cidadania. Política, social e principalmente a econômica. Quando estive em Washington (EUA), em 1992, visitei o Cemitério Arlington. Fui ao túmulo de Kennedy. Lá vi escrito a sua célebre frase. “Não pergunte a América o que ela pode fazer por você; mas sim o que você pode fazer pela América”.

Consegui entender naquele momento o que era amar a pátria e ser um cidadão. O que era ter orgulho de ser brasileiro. Isso mudou todos os meus sentimentos em relação ao Brasil. Era véspera do Impeachment do Collor. Antecipei meu retorno em 3 dias porque queria estar aqui e poder participar daquele momento.

Entoa-se o hino nacional apenas da boca pra fora. Sempre que se tem oportunidade se fala mal deste país como se não tivéssemos nenhuma responsabilidade com as coisas que acontecem por aqui. Enquanto não se compreender que a figura do poder (governo) é apenas simbólica e abstrata, não se assumirá que o país somos nós próprios.

Refletimos os nossos valores em nosso país. Neste momento o Brasil está purgando. Está em septicemia. Onde é lancetado (pelas operações anticorrupção) drena muito pus. E se acha ainda que não temos nada a ver com isso, que a “culpa” é dos políticos e dos governos.

Acredito que mudanças importantes advirão nos próximos anos. Que toda a ingratidão e não reverência a este solo divino chamado Brasil seja definitivamente extinta. E possamos entoar com honra, orgulho e significância esta frase do nosso hino:

DOS FILHOS DESTE SOLO ÉS MÃE GENTIL
PÁTRIA AMADA BRASIL!