NOTA DE REPÚDIO

A Sociedade Brasileira de Ultrassonografia vem a público repudiar o parecer nº 01 de 19 de novembro de 2019 da Câmara Técnica de Saúde das Mulheres do Conselho Regional de Enfermagem de Minas Gerais que autoriza equipes de enfermagem a utilizarem o exame de ultrassonografia por ocasião da realização de consulta de enfermagem em saúde das mulheres.

O parecer afronta a lei do Ato Médico nº 12.842/13 e resoluções do Conselho Federal de Medicina que estabelecem que apenas médicos estão habilitados legalmente a realizar o exame de imagem ultrassonográfico e emitir laudos. Desta forma, o não cumprimento da lei viola a legislação em vigor e coloca em risco a saúde da população assistida.

A SBUS, junto ao seu departamento jurídico, está tomando as medidas cabíveis e estará permanentemente acompanhando os questionamentos judiciais em tramitação para buscar preservar o legítimo direito dos médicos quanto a realizarem o exame de ultrassonografia e zelar pela saúde de seus pacientes. Os interessados podem encaminhar denúncias e provas para oferecimento de medidas jurídicas perante as instâncias competentes.

 

 

Rui Gilberto Ferreira

Presidente da Sociedade Brasileira de Ultrassonografia

 

Abrir Whatsapp
Olá, em que posso te ajudar?

Para melhorar sua experiência de navegação, utilizamos cookies e outras tecnologias semelhantes. Ao continuar, você concorda com a nossa política de privacidade.